quarta-feira, 19 de julho de 2017

Resenha: Histórias de Viagem | Rafael Magro

Não sei vocês, mas pelo menos para mim, viajar é uma das melhores coisas que existem.
Sempre me pego pesando sobre um futuro não muito distante, onde eu abro meu passaporte e vejo inúmeros carimbos de viagens, quase completo. AAA  Gosto muito da sensação de pensar que um dia será possível conhecer outros lugares do mundo, novas pessoas e um pouco da cultura de cada nação. Ao mesmo tempo que é louco é algo confortante. Uma coisa que eu quero muito fazer!
E a alguns meses atrás a Editora Autografia me enviou um exemplar de Histórias de Viagem uma obra que teve sua primeira edição publicada em agosto de 2016  e foi escrita pelo autor nacional Rafael Magro. Esse com certeza foi um livro que me deixou muito feliz e bastante animado para fazer um mochilão, principalmente pelos países europeus. Então, vim apresentar a resenha dele para vocês!
Ficha do Livro:
Título: Histórias de Viagem | Autor: Rafael Magro | Capítulos: 30 | Gênero: Relatos de Viagem
| Livro cedido em parceria com a Editora Autografia |
Aproveita e já segue a Editora: Instagram | Facebook | Site
Sinopse
Viajar é um dos maiores prazeres que temos na vida. Conhecer lugares que sempre sonhamos, provar comidas diferentes, conversar e compartilhar experiências com pessoas que jamais vimos e sair da nossa rotina são coisas sensacionais, mas o que seria de tudo isso se não tivéssemos histórias para contar e nos fazer lembrar de todas essas experiências que já vivemos?
A História
De uma forma bem simples e descontraída o autor nos conta, histórias curtas, das muitas viagens que já fez pelo mundo. Conhecemos um pouco sobre Argentina, Alemanha, Hungria e Itália de uma forma bem próxima, que parece até um diálogo direto do próprio autor coma  pessoa que está lendo, deixando o livro ainda mais acolhedor. Compartilhamos também de diversos tipos de situações, onde nos envolvemos em confusões, pequenos acidentes no banheiro e até perguntas de um idioma desconhecido sem saber o que responder.
Comentários e Diagramação/Divisão
Vou confessar que achei muito legal a ideia do livro e do autor, em compartilhar de forma simples suas lembranças e momentos, porém de uma forma diferente da que estamos acostumados já que na maioria dos casos as pessoas querem conhecer pontos turísticos e fazer passeios planejados e tudo mais. Bem ao contrário disso, Rafael nos mostrou como aqueles pequenos momentos podem ser importantes e trazer boas recordações. Um livro mais pessoal, porém muito divertido e com uma leitura bem rápida.
"Chegar à Polônia após um mês de intercâmbio foi um choque muito grande. Eu tinha ficado trinta dias na minha cidade favorita do planeta que, mesmo no começo do inverno é fantástica, com temperaturas amenas, comida e cultura parecidas com a nossa "
Sobre o livro em si, posso afirmar que no geral gostei muito da diagramação. A capa é azul, com uma foto das viagens de Rafael e as folhas são offset 17 g/m, ao invés de ser papel soft (aquele amarelinho e áspero) ele é branco, liso com uma tipografia agradável e muito nítida. A orelha principal traz uma pequena reflexão do autor e a secundária, uma pequena Bio sobre ele.
Com certeza merece cinco corações!
♥ ♥ ♥ ♥ 
Por ser um livro curto e leve é super fácil de carregar e levar pra onde quiser, facilitando ainda mais a leitura. Espero que vocês tenham gostado, amei indicar o livro para vocês e boa leitura!
Um abraço, até logo!  

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Desafio Primeira | Julho 17, part.I

Antes de iniciar o post sobre o Desafio Primeira, algumas explicações.
Primeiro, apesar de eu não gostar de manter uma rotina, descobri como ela é importante na nossa vida e ao mesmo tempo benéfica para nossa própria organização pessoal. Semana passada foi minha ultima semana de aula, o que quer dizer que agora eu estou de recesso escolar. Mas durante esse último mês, cada dia eu fazia uma coisa diferente em um horário diferente, deixando as coisas um pouco confusas e desorganizadas, foi então que eu vi a importância da rotina. 
Segundo, toda essa desordem se uniu com um grande bloqueio criativo, o que fez com que o blog ficasse desatualizado, me deixando bem triste. Mas agora tudo isso é passado, e mais uma vez voltamos a ativa com uma nova pauta e novos conteúdos. Espero que gostem! 
Já faz um certo tempo desde que eu participei do desafio primeira pela ultima vez, mas depois de fazer o post sobre sair da zona de conforto na fotografia, me deu uma vontade enorme de participar novamente. Vou confessar que estou curtindo muito os temas desse mês, alguns são bem desafiadores.
Para que o post não fique tão grande, vou dividir ele em duas partes. Hoje vou compartilhar as fotos que fiz até o dia 15 e no fim do mês, libero as ultimas fotografias. 
Só queria pedir desculpas por não ter fotografado o primeiro dia, eu realmente esqueci. Me perdoem e não desistam de mim! 
2° Na Minha Estante | vários itens de decoração, mas todos da mesma paleta de cores.
3° Janela | ou portão, mas bonito da cidade.
4° Azul ou Verde | eis a questão, que cor você enxerga?
5° Empilhando | meus bebês para uma foto!
6° Arte | feita com toda dedicação para um sorteio, Ilustradora: Ana Machado.
7° Duas Coisas | um prédio e um céu azul em perfeita harmonia!
8° Contraste | de cores, amarelo, preto e marrom <3
9° Começa Com P | pare!
10° Foto de Comida | ou bebida hahaha meu preferido, suco de laranja!
11° Dia de Sol | melhor iluminação para foto, impossível.
12° Céu de Hoje | tem como não se apaixonar por essas cores? <3 Fotógrafa: minha mãe.
13° Velho | porém, o mais confortável que tem.
14° Novo | todo clean, esperando para ser fotografado.
15° Na Rua | grafites que para muitos são pichações, para mim é um cenário lindo. Modelo: Alana Nascimento.
Preciso confessar que estou amando participar novamente do desafio, os resultados dessa primeira parte me deixaram bastante feliz e empolgado para continuar fotografando. Ao mesmo tempo que é algo divertido, funciona como um registro do mês e de tudo que eu fiz, afinal cada foto retrata um momento especial <3 Mas também quero saber de vocês, o que acharam das fotografias? Contem nos comentários.
Um abraço, até logo!